Tempo profundo

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.
Canyon midday.jpg

Tempo profundo (em inglês Deep time) é a categoria de supostos períodos de tempos enormes que abrangem as idades da Terra e do Universo de acordo com os evolucionistas e uniformitaristas, especialmente na geologia e na astronomia, mas também na biologia evolutiva.

História do conceito

A primeira utilização do conceito de tempo profundo, se não o nome, aparece na ciência chinesa do século 11.[1] Na ciência ocidental, James Hutton é creditado com a introdução do conceito, e Sir Charles Lyell, o inventor do uniformitarismo geológico, com a popularização dele.[2] No entanto, algumas autoridades creditam o historiador grego Heródoto com a primeira compreensão ocidental do tempo profundo; se isso é verdade, então ele é anterior ao entendimento chinês, pelo menos, treze ou catorze séculos.[3]

Implicações do conceito

O "tempo profundo" é análogo ao conceito de "espaço profundo", em astronomia, ou seja, o conceito de estrelas situando a enormes e incompreensíveis distâncias do nosso sistema solar.[4] Suas implicações, para a ciência das origens e para a educação, são profundas. O tempo profundo desafia diretamente a declaração na e pela Bíblia de que a Terra é jovem.[5] Esses uniformitarianos mais envolvidos na educação científica percebem isso, e desenvolveram técnicas específicas para professores de ciências para usar no sentido de persuadir os criacionistas da Terra jovem a abandonar as suas crenças. A maioria destas técnicas deposita absoluta confiança na exatidão dos modelos uniformitarianos e sistemas de datação à base desses. Por exemplo, um professor sugere que um aluno "calcule a idade" de um marco próximo a si mesmo, "para ver como a ciência funciona."[6]

Tempo profundo é um conceito necessário do naturalismo, e da redefinição de ciência para abraçar o naturalismo e rejeitar qualquer coisa, exceto o naturalismo.

Referências

  1. Sivin, Nathan. Science in Ancient China: Researches and Reflections. Brookfield, Vermont: Ashgate Publishing Co., 1995.
  2. Deep time by Wikipedia
  3. Palmer, A. R., and Zen, E-an. "The Context of Humanity: Understanding Deep Time." Boulder Area Sustainability Information Network. Acessado em 12 de março de 2008.
  4. "Evolution: Change: Deep Time." Public Broadcasting System (United States). Acessado em 12 março de 2008.
  5. "Wenner, Jennifer M. Deep Time - the geologic time scale." Science Education Resource Center, Carleton College, Northfield, Minnesota. Acessado em 12 março de 2008.
  6. Teed, Rebecca. "Addressing Creationism." Science Education Resource Center, Carleton College, Northfield, Minnesota. Acessado em 12 março de 2008.