Templo de Jerusalém

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.

O Templo de Jerusalém ou Templo Sagrado (Hebraico: בֵּית־הַמִּקְדָּשׁ, Bet HaMikdash ou Beṯ HamMiqdāš; Árabe: بيت القدس, Beit al-Quds ou Árabe: بيت المقدس, Beit al-Maqdis) refere-se aos templos judeus localizados no Monte do Templo na cidade velha de Jerusalém. Dois templos separados foram construídos neste local - o primeiro pelo Rei Salomão e, em seguida, por Herodes, o Grande muitos séculos depois. O templo era um lugar dedicado a Deus e um edifício construído para a adoração. Ele funcionava como o centro do antigo culto judaico e acredita-se ter existido no local onde um terceiro templo seria construído.

Em sua primeira revelação de si mesmo para Abraão, Deus não ordenou a construção de qualquer templo e no Pentateuco ordenou um Tabernáculo, uma estrutura portátil que podia mover-se com as pessoas conforme elas vagavam no deserto. Somente no tempo do rei Salomão foi que Deus permitiu a construção de um edifício permanente para ser o seu templo. A lei de Moisés ordenou que sacrifícios a Deus poderia ser oferecido apenas em um lugar, que Deus iria escolher para o seu nome habitar, por isso nunca deveria haver mais do que um lugar de adoração a Deus. Por essa razão, o culto nos altos é condenado ao longo dos livros de Reis e Crônicas e os reis que destruíram os lugares altos são particularmente elogiados.

O primeiro Templo

O primeiro templo foi construído em Jerusalém no século 10 aC pelo Rei Salomão. O local foi o adquirido para este propósito pelo Rei Davi, na eira de Ornã, o jebuseu 1Crônicas 21:18-26 , sobre a qual ele construiu um altar ao Senhor. O Altar do Rei David, o Templo de Salomão, o Segundo Templo e o Templo de Herodes todos foram erigidos no mesmo local.

O primeiro templo, do qual nenhum vestígio permanece agora, era uma construção magnífica que é descrita em detalhes em 2Crônicas 3 . A riqueza dedicada a ele pode ser julgada apenas pela quantidade de ouro usado para cobrir o lugar mais santo - 600 talentos ou cerca de 23 toneladas métricas. Ao preço do ouro de meados de junho de 2006, seriam £244 milhões ou US$450 milhões. Não era particularmente um grande edifício; sua fundação, era de cerca de 90 pés por 30 pés ou 27m por 9m. No entanto, só os sacerdotes tinham permissão para entrar nele; as pessoas se reuníam na corte que o cercava.

Este primeiro templo foi despojado de sua riqueza por reis posteriores de Judá à medida que tentaram subornar os inimigos estrangeiros e foi finalmente destruído por Nabucodonosor II, rei da Babilônia, no décimo primeiro ano do rei Zedequias, último rei de Judá, 586 aC.

O segundo Templo

Um modelo do templo de Herodes em Jerusalém.

A construção do Segundo Templo foi iniciada sob um decreto de Ciro, o persa de 538 aC. Este é o "templo de Zorobabel". O segundo templo sobreviveu ao tumulto das guerras dos macabeus, quando foi profanado por Antíoco Epifânio, e a ocupação de Israel por Roma em 63 aC, quando o procônsul Pompeu violou a santidade do Santo dos Santos. O segundo templo foi remodelado, com grande magnificência, pelo rei Herodes, o Grande, e o edifício não estava ainda completamente terminado no momento do ministério do Jesus, quando tinha sido construído por 46 anos. Apesar de ter sido substancialmente um novo edifício, o "templo de Herodes" ainda é considerado uma continuação do segundo templo. Este templo foi destruído pelos romanos durante a guerra judaica em 70 dC e completamente desmontado. Tudo o que resta agora é o Muro Ocidental (Muro das Lamentações), que é um muro de contenção da plataforma em que o templo foi construído.

Recentemente, arqueólogos israelenses relataram sua descoberta da pedreira da qual Herodes tomou as pedras que ele usou para construir sua versão do Templo.[1]

O Monte do Templo

Desde a destruição em 70 dC, o sítio por um tempo teve um templo romano à Júpiter sobre ele e agora tem duas mesquitas muçulmanas; atualmente os judeus não podem ir para o Monte do Templo. Os judeus sempre oraram a Deus para permitir a reconstrução do templo; se espera que um judeu ortodoxo ore por isso três vezes ao dia. Não há nenhuma probabilidade corrente de que isso aconteça, e a maioria secular em Israel seria contra por causa das repercussões políticas terríveis, mas há um grupo em Israel que tem criado os vasos e utensílios que seriam necessários para realizar a sacrifícios do templo. Literalistas bíblicos cristãos, com base em Mateus 24 e o Apocalipse, esperam que o templo será reconstruído antes dos últimos sete anos desta era corrente. Eles também esperam um terceiro templo a ser construído na era do reino messiânico; este templo é descrito pelo profeta Ezequiel mas ao contrário do relato do Gênesis, a passagem de Ezequiel pode ser simbólica. Caso contrário, ele vai exigir uma mudança na forma da terra para acomodá-lo.

Galeria de Templos

Referências

  1. Gaffney, Sean. "Report: Herod's Temple Quarry Found." The Associated Press, 24 de setembro de 2007. Recuperado em 25 de setembro, 2007.

Ligações externas