Citações sobre arqueologia bíblica

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.

"Não conheço nenhum achado em arqueologia que está devidamente confirmado que está em oposição às Escrituras. A Bíblia é o livro de história mais preciso que o mundo já viu." - Dr Clifford Wilson, ex-diretor do Australian Institute of Archaeology (citação obtida de: Archaeologist Speaks Out)


"Através da riqueza de dados descobertos pela investigação histórica e arqueológica, somos capazes de medir a precisão histórica da Bíblia. Em todos os casos onde suas afirmações podem, assim, ser testadas, a Bíblia prova ser precisa e confiável" - Dr. Jack Cottrell, The Authority of the Bible (Grand Rapids: Baker Book House, 1979), pp. 48-49.


"Em todos os casos em que as descobertas da arqueologia dizem respeito ao registro bíblico, a evidência arqueológica confirma, por vezes, de forma detalhada, a precisão histórica da Bíblia. Nos casos em que os achados arqueológicos parecem estar em desacordo com a Bíblia, a discrepância encontra-se com a evidência arqueológica, ou seja, a interpretação inadequada, falta de provas, etc -- não com a Bíblia." - Dr. Bryant C. Wood, archaeologist, Associates for Biblical Research [1]


"Pode-se afirmar categoricamente que nenhuma descoberta arqueológica jamais contradisse uma referência bíblica. Dezenas de achados arqueológicos foram feitos que confirmam em linhas claras ou detalhes exatos afirmações históricas na Bíblia. E, por isso mesmo, uma avaliação adequada da descrição bíblica tem levado a descobertas surpreendentes." - Dr. Nelson Glueck, Rivers in the Desert, (New York: Farrar, Strous and Cudahy, 1959), 136.


"A arqueologia tem confirmado inúmeras passagens que foram rejeitadas pelos críticos como lendas ou em contradição com os fatos conhecidos......No entanto descobertas arqueológicas mostraram que estas acusações críticas.....estão erradas e que a Bíblia é confiável nas próprias declarações que foram retiradas como não confiáveis.....Nós não sabemos de nenhum caso em que a Bíblia foi provada errada." - Dr. Joseph P. Free, Archaeology and Bible History. Scripture Press, Wheaton, IL, 1969, pg. 1


"O leitor pode ter certeza de que nada foi encontrado [por arqueólogos] para perturbar uma fé razoável, e nada foi descoberto que pode refutar uma única doutrina teológica. Nós já não nos preocupamos com tentativas de "harmonizar" a religião e a ciência, ou a 'provar' a Bíblia. A Bíblia pode suportar por si mesma." - Dr. William F. Albright, eminente arqueólogo, que confirmou a autenticidade dos Manuscritos do Mar Morto após a sua descoberta


"Não pode haver dúvida de que a arqueologia confirmou a historicidade substancial da tradição do Antigo Testamento." - Dr. William F. Albright, Archaeology and the Religions of Israel. Johns Hopkins University Press, Baltimore, 1956, p. 176.


"Em geral, porém, o trabalho arqueológico tem inquestionavelmente fortalecido a confiança na confiabilidade do registro bíblico. Mais de um arqueólogo viu que o seu respeito pela Bíblia aumentou com a experiência de escavação na Palestina....A arqueologia tem em muitos casos, refutado as opiniões dos críticos modernos. Ela mostrou, em uma série de casos, que estas visões descansam em suposições falsas e irreais, esquemas artificiais de desenvolvimento histórico. Esta é uma contribuição real e não deve ser minimizada." - Millar Burrows, Professor de Arqueologia da Yale University, What Mean These Stones?, Meridian Books, New York, NY, 1956, p. 1


"O ceticismo excessivo de muitos teólogos liberais não advém de uma avaliação cuidadosa dos dados disponíveis, mas a partir de uma enorme predisposição contra o sobrenatural." - Professor Millar Burrows (Professor de Arqueologia da Yale University), What Mean These Stones?, Meridian Books, New York, NY, 1956, p. 176.


"Por isso, é legítimo dizer que, em relação à parte do Antigo Testamento contra a qual a crítica desintegradora da última metade do século XIX, foi principalmente dirigida, a evidência da arqueologia tem sido a de restabelecer a sua autoridade e também aumentar o seu valor por torná-la mais inteligível através de um conhecimento mais completo de seu contexto e ambiente. A arqueologia ainda não disse a última palavra, mas os resultados já alcançados confirmam o que a fé sugeriria - de que a Bíblia nada pode fazer nada a não ser se beneficiar com o ganho de um aumento no conhecimento." - Sir Frederic Kenyon, um ex-diretor do Museu Britânico, The Bible and Archaeology (New York: Harper & Brothers, 1940), página 279.



"Propus-me a olhar para a verdade na fronteira, onde a Grécia e a Ásia se encontram, e encontrei-a lá. Você pode pressionar as palavras de Lucas, em um grau acima de qualquer outro historiador e elas se mantém a mais profunda análise e o tratamento mais difícil." - Sir William Ramsey (arqueólogos eminentes que mudou de idéia a respeito de Lucas após amplo estudo no campo), (1915), The Bearing of Recent Discovery on the Trustworthiness of the New Testament (Grand Rapids, MI: Baker, 1975 reimpressão), page 89.


"Lucas é um historiador de primeira categoria, não apenas são as suas declarações de fatos dignas de confiança, ele é possuidor do verdadeiro sentido histórico ... Em suma, o autor deve ser colocado junto com os maiores historiadores." - Sir William Ramsey (archaeologist), The Bearing of Recent Discovery on the Trustworthiness of the New Testament, 1915, páginas 81, 222


Ver também