Discípulo

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.

Discípulo carrega o mesmo significado que a sua raiz latina discipulus: "aluno" ou "estudante".

Isto também se aplica no sentido bíblico : vários grupos de pessoas são identificados como discípulos, ou alunos, de um professor. Os mais conhecidos são certamente os 12 discípulos de Jesus, Mas Jesus tinha outros discípulos notáveis (por exemplo, Nicodemos, José de Arimatéia, Maria Madalena e Estevão). Outros professores do Novo Testamento também tiveram discípulos: João Batista teve um grande número (pelo menos dois dos discípulos de Jesus, João e Tiago, originalmente eram discípulos de João), e Paulo de Tarso tiveram vários discípulos notáveis (por exemplo, Lucas, Marcos, Timóteo).

Note-se que na cultura judaica do século primeiro, tornar-se um discípulo de um professor não significava simplesmente aprender com essa pessoa. O verdadeiro discipulado envolvia um compromisso de ambas as partes, bem como uma relação de mestre-aprendiz. A magnitude deste compromisso pode ser vislumbrada a partir do fato de que a palavra moderna "disciplina" (tanto no sentido de "um curso de estudo", bem como "correção" ou "repreender") deriva da mesma raiz.

Apesar de não ser chamados como tal, alguns relacionamentos no Velho Testamento poderiam ser descritos como discipulado, como de Samuel para Eli e de Eliseu para Elias.

Os doze discípulos