Santo dos Santos

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.
O Santo dos Santos; ilustração da Bíblia Holman de 1890.

O Santo dos Santos (Hebraico: קֹדֶשׁ הַקֳּדָשִׁים, Qṓḏeš HaqQŏḏāšîm) refere-se a área mais sagrada do Tabernáculo e mais tarde também do Templo em Jerusalém.[1] Este santuário era chamado Santo dos Santos, ou Lugar Santíssimo. Era a parte interna do Tabernáculo.[2] Lá, durante o Primeiro Templo, a Arca da Aliança era mantida. Neste lugar, apenas o Sumo Sacerdote podia entrar e só no dia de Yom Kipur, para oferecer incenso durante o ritual da expiação (כפּרה, kapará).[1] Havia uma partição de madeira de cedro entre o Santo Lugar e o Santo dos Santos.[3]

Descrição bíblica

Inicialmente o Santo dos Santos era a parte mais interior e sagrada do tabernáculo. Como se pode ler em Êxodo:

"Farás também um véu de azul, púrpura, carmesim, e linho fino torcido; com querubins, obra de artífice, se fará; e o suspenderás sobre quatro colunas de madeira de acácia, cobertas de ouro; seus colchetes serão de ouro, sobre quatro bases de prata. Pendurarás o véu debaixo dos colchetes, e levarás para dentro do véu a arca do testemunho; este véu vos fará separação entre o lugar santo e o santo dos santos. Porás o propiciatório sobre a arca do testemunho no santo dos santos;" - Exodo 26:31-34

No livro de 2 Cronicas, se pode contemplar as dimensões do Santo dos Santos no primeiro Templo, o Templo de Salomão:

"Fez também a câmara santíssima, cujo comprimento era de vinte côvados, correspondendo à largura da casa, e a sua largura era de vinte côvados; e a revestiu de ouro fino, do peso de seiscentos talentos. O peso dos pregos era de cinqüenta siclos de ouro. Também revestiu de ouro os cenáculos. Também fez na câmara santíssima dois querubins de madeira, e os cobriu de ouro. As asas dos querubins tinham vinte côvados de comprimento: uma asa de um deles, tendo cinco côvados, tocava na parede da casa, e a outra asa, tendo também cinco côvados, tocava na asa do outro querubim; também a asa deste querubim, tendo cinco côvados, tocava na parede da casa, e a outra asa, tendo igualmente cinco côvados, estava unida à asa do primeiro querubim. Assim as asas destes querubins se estendiam por vinte côvados; eles estavam postos em pé, com os rostos virados para â camara. Também fez o véu de azul, púrpura, carmesim e linho fino; e fez bordar nele querubins" - 2Cronicas 3:8-14

Ver também

Referências

  1. 1,0 1,1 Unterman, Alan. Dicionário Judaico de Lendas e Tradições. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1992. 278 p. p. 230. ISBN 85-7110-243-0
  2. In: Douglas, J.D.; Tenney, Merril C. The New International Dictionary of the Bible. Grand Rapids, Michigan: Zondervan Publishing House, 1987. 1162 p. p. 980. ISBN 0-310-33190-0
  3. Unger, Merrill F. In: Harrison, R. K.. The New Unger´s Bible Dictionary. Chicago: Moody Press, 1988. p. 169-171. ISBN 0-8024-9037-9