José de Nazaré

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.
São José
St Joseph in Nazareth.jpg

José de Nazaré entre Jesus e Maria
Nascido Nascido:: Belém, Judéia
Morto Morto:: Nazaré
Venerado em Toda Cristandade
Festa 19 de Março (Catolicismo Romano)
Domingo após o Natal (Ortodoxia Oriental)
Atributos Esquadro de carpinteiro ou ferramentas, o menino Jesus, báculo com flores de lírio. Santíssima Virgem Maria
Auxílio A Igreja Universal, os trabalhadores, contra a dúvida e hesitação e para uma morte feliz.

José de Nazaré (Hebraico: יוסף, Yōsēf; Grego: Ἰωσήφ, Iōsēph; Árabe: يوسف, Yūsuf) um descendente linear direto do Rei Davi, é melhor lembrado como o marido de Maria e pai adotivo de Jesus Cristo.[1] Na verdade, o papel que desempenhou na vida de Jesus é uma das melhores ilustrações do tipo de fé cega a que Deus, muitas vezes chama seus escolhidos.

O Noivado

Nós primeiro ouvimos de José quando ele está noivo de Maria, e descobre que ela já está com a criança:

"Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, ela se achou ter concebido do Espírito Santo. E como José, seu esposo, era justo, e não a queria infamar, intentou deixá-la secretamente. E, projetando ele isso, eis que em sonho lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria, tua mulher, pois o que nela se gerou é do Espírito Santo; ela dará ã luz um filho, a quem chamarás JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados. Ora, tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que fora dito da parte do Senhor pelo profeta: Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, o qual será chamado EMANUEL, que traduzido é: Deus conosco. E José, tendo despertado do sono, fez como o anjo do Senhor lhe ordenara, e recebeu sua mulher; e não a conheceu enquanto ela não deu à luz um filho; e pôs-lhe o nome de JESUS. " - Mateus 1:18-25

José era realmente um homem justo, pelo menos pelos padrões dos homens. Tecnicamente, ele tinha motivos para dissolver o noivado, mas se ele tivesse exercido estes direitos da forma habitual, isto traria uma desgraça sobre Maria que José não queria ver. Mas o mensageiro do Senhor assegurou-lhe que Maria estava grávida por uma boa razão. Diante disso, Joseph fez exatamente como lhe foi dito.

O Nascimento de Cristo

Perto do fim da gravidez de Maria, o Imperador Romano Gaius Julius Caesar Augustus Octavianus emitiu um decreto para fazer um censo de todo o mundo romano. Isto obrigou José e Maria a viajar a partir de sua aldeia natal de Nazaré para Belém, o "assento de família" da linhagem de Davi:

"Naqueles dias saiu um decreto da parte de César Augusto, para que todo o mundo fosse recenseado. Este primeiro recenseamento foi feito quando Quirínio era governador da Síria. E todos iam alistar-se, cada um ã sua própria cidade. Subiu também José, da Galiléia, da cidade de Nazaré, ã cidade de Davi, chamada Belém, porque era da casa e família de Davi, a fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida. Enquanto estavam ali, chegou o tempo em que ela havia de dar à luz, e teve a seu filho primogênito; envolveu-o em faixas e o deitou em uma manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem." - Lucas 2:1-7

A palavra traduzida como "estalagem" é realmente no grego καταλυμα, kataluma, o que significa um quarto superior ou quarto de hóspedes, e não necessariamente uma estalagem pública de viagens. Que Belém estava lotada com os membros do clã de José seria uma consequência não só do censo, mas também de seu lugar de ter tomado, como parece mais provável, durante a época de uma festa importante de peregrinação, provavelmente, a Festa dos Tabernáculos .

A Fuga para o Egito

Logo depois que Jesus nasceu, José recebeu um aviso para levar a criança para fora do alcance de Herodes o Grande, que procurava matá-lo:

"E, havendo eles se retirado, eis que um anjo do Senhor apareceu a José em sonho, dizendo: Levanta-te, toma o menino e sua mãe, foge para o Egito, e ali fica até que eu te fale; porque Herodes há de procurar o menino para o matar. Levantou-se, pois, tomou de noite o menino e sua mãe, e partiu para o Egito. e lá ficou até a morte de Herodes, para que se cumprisse o que fora dito da parte do Senhor pelo profeta: Do Egito chamei o meu Filho. Então Herodes, vendo que fora iludido pelos magos, irou-se grandemente e mandou matar todos os meninos de dois anos para baixo que havia em Belém, e em todos os seus arredores, segundo o tempo que com precisão inquirira dos magos. Cumpriu-se então o que fora dito pelo profeta Jeremias: Em Ramá se ouviu uma voz, lamentação e grande pranto: Raquel chorando os seus filhos, e não querendo ser consolada, porque eles já não existem. Mas tendo morrido Herodes, eis que um anjo do Senhor apareceu em sonho a José no Egito, dizendo: Levanta-te, toma o menino e sua mãe e vai para a terra de Israel; porque já morreram os que procuravam a morte do menino. " - Mateus 2:13-20


Referências

  1. Unger, Merrill F. In: Harrison, R. K.. The New Unger´s Bible Dictionary. Chicago: Moody Press, 1988. p. 709-710. ISBN 0-8024-9037-9

Ligações Externas