Livro de Enoque

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.
A parte de trás do manuscrito P.Mich.inv. 5552, mostrando partes do Livro de Enoque em grego.

O Livro de Enoque ou 1º Enoque[nota 1], também conhecido como 1º Apocalipse Etíope de Enoque[1] é um livro apócrifo atribuído a Enoque, o bisavô de Noé, datado do tempo dos Macabeus (cerca de 160s BC). É geralmente considerado pseudoepígrafe pela maioria dos cristãos, mas, ele é aceito pela Igreja Ortodoxa Etíope Tewahido como Escritura inspirada e é parte de seu cânone oficial.[2] É o mais antigo dos três pseudoepígrafes atribuídos a Enoque.[1] Enoque se encontra completo somente em Etíope com mais de 40 manuscritos, porém fragmentos em Grego e Latim existem e fragmentos em aramaico do livro também foram encontrados entre os Manuscritos do Mar Morto.[1]

Ver também

Notas

  1. Há duas outras obras atribuídas a Enoque, 2º Enoque, um texto do século 1 escrito em língua eslava e 3º Enoque, um sobrevivente manuscrito hebraico do c. 5a-6o século

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 Isaac, E. In: Charlesworth, James H. The Old Testament Pseudepigrapha: Apocalyptic Literature and Testaments. Peabody. Massachusetts: Hendrickson Publishers, 1983. Capítulo: 1 (Ethiopic Apocalypse of) Enoch, p. 5-12. 2 vol. vol. 1. ISBN 0-385-09630-5
  2. The Biblical Canon of the Ethiopian Orthodox Church Today

Ligações externas