Epístolas pastorais

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.

As Epístolas pastorais é um título coletivo que lhes foi dado desde o século XVIII. É um título adequado, uma vez que lida com os problemas eclesiásticos e tem intenção de ajudar os pastores em seu trabalho.[1]

Epístolas pastorais

Nome Grego Latim Abreviaturas Observações
1 Timóteo Προς Τιμόθεον Α Epistula I ad Timotheum 1 Tim, 1T
2 Timóteo Προς Τιμόθεον Β Epistula II ad Timotheum 2 Tim, 2T
Tito Προς Τίτον Epistula ad Titum Tt, T


Autoria

As epístolas pastorais foram possivelmente escritas no período do fim da vida do apóstolo Paulo. Existe alguma controvérsia sobre a autoria das epístolas pastorais. Alguns estudiosos acreditam que as heresias atacados em livros refletem um período posterior à época apostólica. Mas alguns destes admitem a autoria de Paul em passagens como 2Timóteo 1:15-18 e 2Timóteo 4:9-22 . No entanto, as mesmas características de estilo destas passagens aparecem no resto dos textos das epístolas. Evidências dos Padres da Igreja em favor da autoria paulina é muito forte e conclusiva: Clemente,[2] Policarpo,[3] Irineu, Tertuliano, Teófilo e do cânone de Muratori.[1] Apesar de todos os ataques, continua a haver uma completa ausência de qualquer evidência externa positiva contra a autoria paulina, enquanto o número de referências pessoais nas cartas pastorais soam de uma forma distinta genuína.[4]


Referências

  1. 1,0 1,1 Champlin, Russel Norman. O Novo Testamento Interpretado: Versículo a Versículo. São Paulo: Milenium, 1979. p. 265-270. 6 vol. vol. 5.
  2. Clemente de Roma. Letter to the Corinthians (Clement). New Advent. Página visitada em 19 de Junho de 2012.
  3. Epistle of Polycarp to the Philippians. New Advent. Página visitada em 19 de Junho de 2012.
  4. In: Bruce, F. F.. The New International Bible Commentary. Grand rapids, Michigan: Zondervan Publishing House, 1986. ISBN 0-310-22020-3

Ligações externas