Halos pleocróicos

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.

Halos pleocróicos são as marcas do decaimento radioativo, particularmente do decaimento alfa. Inclusões radioativas em rocha frequentemente causam esferas concêntricas de descoloração devido à danificação causada por partículas alfa a medida que elas são emitidas pela substância radioativa. Essas marcas aparecem como esferas (anéis quando vistas em corte transversal) na rocha ao redor de um átomo radioativo em decaimento. O tamanho do halo é uma assinatura da energia de emissão e, portanto, do elemento e isótopo envolvido.

Criacionistas afirmam que os halos pleocróicos ilustram os problemas com o modelo uniformitarista padrão. Há três principais formas nas quais esses halos são apoios de uma terra jovem:

  • Halos grandes foram relatados, os quais podem indicar mudança na taxa de decaimento.
  • Halos de isótopos de vida curta podem indicar formação rápida de rochas.
  • A ocorrência de halos distorcidos dentro de halos sem distorção em madeira carbonificada indica uma rápida formação do carvão.

Robert Gentry e os halos de polônio

Robert Gentry descobriu em rochas certos halos que são causados pelo polônio, cujos isótopos têm meia-vidas muito curtas para serem acomodadas pelo resfriamento lento assumido pela maioria dos geólogos. O trabalho de Gentry sobre halos pleocróicos de polônio o levou à conclusão de que o granito da Terra nunca esteve derretido, porque os halos de polônio sobrevivem apenas em rochas sólidas e a meia-vida do polônio é muito curta para sobreviver por um tempo de milhões de anos de resfriamento. Ele explica seu argumento de maneira mais completa no site halos, onde o livro sobre o assunto está agora disponível também. Seus resultados pareciam indicar que o granito foi criado instantaneamente, em condições frias.

Challenges

Robert Gentry's research has been challenged by Thomas Baillieul, an environmental scientist and project manager for the US federal government. He writes "Gentry's polonium halo hypothesis for a young Earth fails, or is inconclusive for, all tests. Gentry's entire thesis is built on a compounded set of assumptions. He is unable to demonstrate that concentric halos in mica are caused uniquely by alpha particles resulting from the decay of polonium isotopes. His samples are not from "primordial" pieces of the Earth's original crust, but from rocks which have been extensively reworked. Finally, his hypothesis cannot accommodate the many alternative lines of evidence that demonstrate a great age for the Earth." The full article can be found at [1]

Pesquisa do Grupo RATE

O Grupo RATE descobriu que a maioria dos radiohalos são encontrados em rochas que pensa-se terem sido formadas durante o Dilúvio. Portanto, dado o fato de que os halos de U238 e Th232 levam centenas de milhões de anos para se formar nas taxas atuais de decaimento, isso requer que eles tenham sido formados rapidamente por decaimento acelerado. Os dados mostram que o calor do dilúvio destruiu todos os radiohalos pré-diluvianos. Halos de Po formam um grande número dos radiohalos. Isso fornece evidência de um evento mundial de aquecimento. Essa evidência se encaixa com um dilúvio global, fornecendo evidência para o Dilúvio e para decaimento acelerado durante o Dilúvio. Isso também falseia a hipótese de Robert Gentry de que os halos são da criação, provendo um exemplo de uma hipótese criacionista sendo falseável.

Isótopos de polônio têm meia-vida curta, de forma que o polônio que produz os halos de polônio teve que se originar da cadeia de decaimento do urâniu-238.

  • Po210 - 138 dias.
  • Po214 - 164 microssegundos.
  • Po218 - 3,1 minutos.

O urânio-238 é encontrado em zircões embutidos na biotita. Rn-222 é o isótopo de transporte, com uma meia-vida de 3,8 dias. Seu decaimento produz a cadeia de Po-210, Po-214 e Po-218, que produzem os halos de polônio. O Rn-222 não reage quimicamente. Ele se difunde para fora do zircão e se dissolve em água rapidamente.

Ficheiro:Pof1.gif

Quando um Rn-222 sai do zircão ele decai, nos isótopos de Po e outros, e eventualmente em Pb-206. To form a halo the Po must encounter a sodium or lead deposit since both chemically react with Po. Under the right conditions the Po is concentrated, allowing a halo to form. The problem is that left to itself, the Rn222 will go in random directions from the zircon they came from and never reach one place where the Po can be concentrated.

Ficheiro:Pof2.gif

Hydrothermal flows occur in cooling biotite mica as water flows between layers quickly cooling the biotite. Rn222 dissolves in the water and is carried by the flow, carrying all Rn222 produced by a zircon in one direction. This allows the Po to be picked up by a small sodium or lead deposit, concentrating the Po and allowing the halo to form.

Radiohalos can only form in biotite mica below 150 degrees C and Po halos can only continue to form as long as the hydrothermal flow is depositing more Po to the site. Because of the short half-lives of Po isotopes, the halo stops forming shortly after hydrothermal flow stops. Since hydrothermal flows cool rocks quickly it has to stop before the rock can stop cooling, and, as a result, they cannot have flowed in these rocks the 100 + million years need for these halos form at normal decay rates, thus providing additional evidence of accelerated decay.

Since accelerated half life would be related to normal half life it is likely that the longer half life isotopes would be accelerated more, thus U238’s rate could be accelerated a billion times, while Rn222 and Po isotopes would be hardly affected.

Based on Rn222's half life of 3.8 days the optimum time for Po halo formation is seven to ten days, showing that the rocks cooled from 300 to 50 degrees C in that time. The darkness of many Po halos show that conditions were near optimum for Po halo formation, when these halos were formed

Further support for this model is the lack of evidence of a-particle tracks from Rn222 between U238 and Po halos. This suggests that much of the Rn222 was transported at temperatures greater than 150 degrees C. Furthermore, the fact that the center of Po halos is not radioactive shows that their formation has stopped. Thus the evidence is consistent with hydrothermal transport and quick cooling.

Referências relacionadas e ligações externas

Startling evidence of catastrophic geologic processes on a young earth]