Meia-vida

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.

A meia-vida de um isótopo radioativo representa a quantidade de tempo que leva para um isótopo decair de forma que apenas a metade da quantidade original do isótopo permanece. Meias-vidas podem ser medidas desde menos que um milionésimo de segundo para mais de trilhões de anos. Quanto menor for a meia vida, mais radioativo é um isótopo.[1]

Tabelas

Fração restante por meia-vida decorrida

Meia vida
decorridas
Fração
remanescente
Porcentagem
de núcleos sem
desintegração
0 1/1 100 %
1 1/2 50 %
2 1/4 25 %
3 1/8 12.5 %
4 1/16 6.25 %
5 1/32 3.125 %
6 1/64 1.562 %
7 1/128 0.781 %
... ... ...
n 1/2n 100/(2n)

Meia-vida de alguns radionuclídeos

Urânio-235 7,038·108 anos Urânio-238 4,468·109 anos Potássio-40 1,28·109 anos
Rubídio-87 4,88·1010 anos Cálcio-41 1,03·105 anos Carbono-14 5760 anos
Rádio-226 1620 anos Césio-137 30,07 anos Bismuto-207 31,55 anos
Estrôncio-90 28,90 anos Cobalto-60 5,271 anos Cádmio-109 462,6 dias
Iodo-131 8,02 dias Radônio-222 3,82 dias Oxigênio-15 122 segundos

Referências

  1. Chemistry:Precision and Design; Verne Biddle and Gregory Parker; p. 395; A Beka Book