Lineu era um criacionista (Talk.Origins)

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.
Talkorigins.jpg
Artigo Resposta
Este artigo (Lineu era um criacionista (Talk.Origins)) é uma resposta a uma réplica de uma reivindicação criacionista publicada pelo Talk.Origins Archive sob o título Index to Creationist Claims (Índice de Reivindicações Criacionistas).


Alegação CA114.2:

Lineu era um criacionista.

Fonte: Morris, Henry M. 1982. Bible-believing scientists of the past. ICR Impact #103


Resposta da Creationist:

Tenha em atenção durante esta "refutação" da Talk Origins, Eles realmente não discordam com a noção de que Carolus Linnaeus era um [[criacionista]).

(citações da Talk.Origins em azul)


Linnaeus antecedeu a teoria da evolução por cerca de um século. Seu trabalho mostrando um arranjo hierárquico de traços de plantas e animais é uma das principais evidências para a evolução.

Vamos colocar as coisas em perspectiva. Este ponto é sobre Lineu e seu trabalho. O que Lineu fez foi organizar diferentes organismos (animais e plantas) em dois grupos diferentes ou reinos (reinos) com base em semelhanças gerais; Ele então tentou refinar essas semelhanças ainda mais para obter grupos menores e menores dentro do grupo maior. Ele ajudou a definir gêneros e espécies. Isso é um resumo do que ele fez.

Agora os evolucionistas podem tentar fazer seu trabalho dizendo algo mais do que ele realmente fez, mas eles derivam isso, de sua própria cosmovisão religiosa, não de Lineu.

O trabalho de observação de Lineu nos ajudou a classificar grupos animais e vegetais, mas isso não é nem prova nem evidência para a evolução em oposição à criação. Os criacionistas diriam que seu sistema de classificação é prova de que havia tipos criados feitos com semelhanças gerais que se diversificavam. De fato, quando se compara a classificação de Lineu acima do nível da família ou gênero com as variações observadas dentro desses grupos de animais, pode-se observar uma contradição entre os processos observados e as crenças e tenências não observáveis da teoria da evolução biológica. A teoria da origem comum diz que os animais e organismos no passado distante (não observável) devem ter sido capazes de se reproduzir e mudar através destes grandes grupos de classificação através de um processo que produz novas informações genéticas para que as bactérias se tornem plantas e animais. Mas isso nunca foi observado. Assim, o sistema de Lineu, juntamente com a observação da vida biológica, pode não só ser uma testemunha contra a teoria da evolução, mas também coloca em questão a natureza científica da teoria, que depende tanto do que ninguém jamais viu .

Mas recomenda-se cautela em uma tal conclusão, uma vez que "Estes agrupamentos foram revisados desde Lineu para melhorar a consistência com o princípio darwiniano da origem comum" Classificação científica. Em outras palavras, o que foi observado no passado foi posto em conformidade (de acordo com) a filosofia dominante, naturalista e pós-darwinista. Mas mesmo assim, acredito que um caso ainda pode ser feito.


Lineu acreditou na evolução dentro dos gêneros: "É impossível duvidar que haja novas espécies produzidas pela geração híbrida" (Linne 1760).

Tudo o que Lineu Estava dizendo é que a especiação pode ocorrer. Isto não é "evolução" per se. A Talk Origins usa a ambigüidade da palavra para tentar dizer que Lineu estava de alguma forma ligado à sua teoria da evolução, mas este não é o caso. Esta frase de Lineu simplesmente aponta para a variação observável, ou especiação, que não conduz direta ou logicamente à teoria da evolução de Darwin. Aqui está um exemplo para mostrar a diferença entre o que Lineu disse e o que Darwin disse.

Lineu: Um grupo de cães pode produzir uma nova espécie de cão. As plantas podem produzir novas espécies de plantas.

Darwin: Organismos unicelulares, ou alguma forma de simples criatura viva pode produzir, durante longos períodos de tempo, peixes. Os peixes podem se transformar em anfíbios. Os répteis podem se transformar em pássaros ou mamíferos. (Esta é verdadeiramente a teoria da evolução, ou evolução biológica).

Então não, Lineu não acreditavam na "evolução", apenas na variação dentro dos grandes grupos, algo que os criacionistas aceitam.