O pescoço girafa não poderia evoluir sem um sistema circulatório especial (Talk.Origins)

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.
Talkorigins.jpg
Artigo Resposta
Este artigo (O pescoço girafa não poderia evoluir sem um sistema circulatório especial (Talk.Origins)) é uma resposta a uma réplica de uma reivindicação criacionista publicada pelo Talk.Origins Archive sob o título Index to Creationist Claims (Índice de Reivindicações Criacionistas).


Alegação CB325:

O coração de uma girafa deve ser muito grande (mais de 24 lbs ou 10,9 kgs) para bombear o sangue para a cabeça da girafa. Uma série de válvulas especiais unidireccionais no pescoço regulam o fluxo de sangue, e existe uma rede de vasos sanguíneos elásticos especiais na base do cérebro. Sem essas válvulas e vasos sanguíneos elásticos, a pressão arterial na cabeça da girafa se tornaria imensa quando ele se curvasse, o suficiente para causar danos cerebrais. Todos esses recursos - grande coração, válvulas na veia jugular, e uma rede maravilhosa de vasos - devem estar no local em simultâneo ou a girafa morreria. Eles não poderiam ter evoluído gradualmente.

Fonte:

  • Davis, Percival and Dean H. Kenyon, 1989. Of Pandas and People: The Central Question of Biological Origins (2nd ed.). Dallas, TX: Haughton, pp. 69-72.
  • Setterfield, Barry, 1998. Birds, beetles, and life.

Resposta da CreationWiki:

Esta é uma deturpação das fontes citadas, por exemplo Setterfield disse “O pescoço da girafa é um testemunho de projeto e planejamento especial,” e não que “não poderiam ter evoluído gradualmente.” Setterfield está a fazer um caso positivo para o design, não um negativo contra a possível evolução do pescoço da girafa. Ele está dizendo que o design é a explicação mais razoável para o pescoço da girafa, mas não necessariamente a única.