Curdos locais levaram Ed Davis para a Arca em 1943 (Talk.Origins)

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.
Talkorigins.jpg
Artigo Resposta
Este artigo (Curdos locais levaram Ed Davis para a Arca em 1943 (Talk.Origins)) é uma resposta a uma réplica de uma reivindicação criacionista publicada pelo Talk.Origins Archive sob o título Index to Creationist Claims (Índice de Reivindicações Criacionistas).

Alegação CH505.7:

No verão de 1943, enquanto um sargento do Exército dos EUA estava estacionado em Hamadan, Irã, Ed Davis fez amizade com alguns membros de tribos locais curdas (ou lurdas, no relato original de Davis), que lhe disseram da arca de Noé no Monte Ararat. A arca, e itens dela eram consideradas relíquias sagradas, geralmente mantidas longe das pessoas de fora, mas a amizade do patriarca com Davis fez uma exceção. Mostraram-lhe os itens da arca, incluindo a porta da gaiola, travas e materiais de pastor. Todos os itens de madeira foram descritos como petrificados. O líder tribal Abas-Abas e sete de seus filhos levaram Davis acima até o lado a nordeste do Ararat, mas o mau tempo os impediu se aproximarem mais do que meia milha da arca. Mas Davis fez ver que ela estava dividida em três ou quatro partes, sendo que Davis viu duas, a mais próxima tendo pelo menos três andares. Abas-Abas forneceu outros detalhes. O espaço de vida para as pessoas estava no topo; a porta da arca era articulada no topo, e a construção foi feita com estacas de madeira.

Fonte: Shockey, Don, 1986. Agri-Dagh, Mount Ararat: The Painful Mountain, Fresno, CA: Pioneer Publishing.


Resposta da CreationWiki:

A fonte citada pela Talk Origins (Crouse 1993) já não está disponível. Como tal, não há nenhuma maneira de verificar a legitimidade de suas reivindicações, nem a qualidade ou a objetividade da fonte.