Tabela periódica dos elementos

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.
(Redireccionado de Tabela periódica)
Um elemento representativo da tabela periódica mostrando a posição típica do nome atômico, símbolo atômico, número atômico, peso atômico e configuração eletrônica.

A tabela periódica dos elementos contém os elementos químicos identificados atualmente dispostos com base nas suas propriedades químicas. Os elementos têm determinadas propriedades e tendências para reagir que foram encontradas se repetindo periodicamente quando elementos de crescentes massas atômicas eram comparados.

Cada célula da tabela contém um elemento diferente. As células da maioria das tabelas periódicas contêm o nome eo símbolo de cada elemento, o número atômico (o número de prótons) e o peso atômico (número médio de prótons + nêutrons). Algumas tabelas periódicas irão conter outras informações, tais como a configuração das camadas eletrônicas de cada elemento, ou seu estado em temperatura ambiente (líquido, gás ou sólido).

As configurações de elétrons dos átomos são o determinante primário da sua reatividade química, e, particularmente, a camada mais externa (ou "valência") de elétrons. Os elementos da tabela periódica são dispostos em linhas (conhecidas como grupos ou famílias) e colunas (conhecidas como períodos) com base em quantas camadas de elétrons os átomos possuem, bem como o número de elétrons em sua camada mais externa, respectivamente.

Tabela Periódica dos Elementos

Clique nos símbolos químicos abaixo para mais informações sobre um determinado elemento.

Grupo # 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18
Período
1 1
H

2
He
2 3
Li
4
Be

5
B
6
C
7
N
8
O
9
F
10
Ne
3 11
Na
12
Mg

13
Al
14
Si
15
P
16
S
17
Cl
18
Ar
4 19
K
20
Ca
21
Sc
22
Ti
23
V
24
Cr
25
Mn
26
Fe
27
Co
28
Ni
29
Cu
30
Zn
31
Ga
32
Ge
33
As
34
Se
35
Br
36
Kr
5 37
Rb
38
Sr
39
Y
40
Zr
41
Nb
42
Mo
43
Tc
44
Ru
45
Rh
46
Pd
47
Ag
48
Cd
49
In
50
Sn
51
Sb
52
Te
53
I
54
Xe
6 55
Cs
56
Ba
*
72
Hf
73
Ta
74
W
75
Re
76
Os
77
Ir
78
Pt
79
Au
80
Hg
81
Tl
82
Pb
83
Bi
84
Po
85
At
86
Rn
7 87
Fr
88
Ra
**
104
Rf
105
Db
106
Sg
107
Bh
108
Hs
109
Mt
110
Ds
111
Rg
112
Cn
113
Uut
114
Fl
115
Uup
116
Lv
(117)
(Uus)
118
Uuo

* Lantanídios 57
La
58
Ce
59
Pr
60
Nd
61
Pm
62
Sm
63
Eu
64
Gd
65
Tb
66
Dy
67
Ho
68
Er
69
Tm
70
Yb
71
Lu
** Actinídios 89
Ac
90
Th
91
Pa
92
U
93
Np
94
Pu
95
Am
96
Cm
97
Bk
98
Cf
99
Es
100
Fm
101
Md
102
No
103
Lr


Séries químicas da tabela periódica
Metais alcalinos2 Metais alcalinoterrosos2 Metais de transição2 Lantanídios1, 2 Actinídios1, 2 Metais representativos Semimetais Não metais Halogênios3 Gases nobres3
1Actinídios e lantanídios são conhecidos coletivamente como “metais terrosos raros”.
2Metais alcalinos, metais alcalinoterrosos, metais de transição, actinídios e lantanídios são conhecidos coletivamente como “metais”.
3Halogênios e gases nobres também são não metais.
Estado físico do elemento nas Condições Normais de Temperatura e Pressão (CNTP)
  • aqueles com o número atômico em preto são sólidos nas CNTP.
  • aqueles com o número atômico em verde são líquidos nas CNTP;
  • aqueles com o número atômico em vermelho são gases nas CNTP;
  • aqueles com o número atômico em cinza têm estado físico desconhecido.
Ocorrência natural
  • Borda sólida indica existência de isótopo mais antigo que a Terra (elemento primordial).
  • Borda tracejada indica que o elemento surge do decaimento de outros.
  • Borda pontilhada indica que o elemento é produzido artificialmente (elemento sintético).
  • A cor mais clara indica elemento ainda não descoberto.



Equação preditiva

Jean-claude Perez desenvolveu um modelo matemático da tabela periódica em que uma simples equação gera e prevê a estrutura da tabela de Mendeleev. Perez afirma esta equação ilustra uma lei que unifica todos os elementos da natureza.[1]

  • A equação prediz o número de elementos, de qualquer camada do período "p" na tabela de acordo com o valor apenas deste período "p". Além dessa modelagem matemática da tabela periódica dos elementos,
  • A equação sublinha, na sua formulação, o "rastro" dos 4 números fundamentais quânticos.
  • O modelo prediz a estrutura das extensões hipotéticas da tabela de Mendeleev em relação aos elementos possíveis (reais) desconhecidos, que estariam localizados além dos últimos elementos radioativos conhecidos.
  • O modelo também faz com que seja possível imaginar uma infinidade de outros elementos (virtuais) que se poderia no entanto prever posicionando em direção às baixas camadas da tabela, como suas propriedades quânticas.

Para resumir, SE:

-c(p) uma camada horizontal de elementos da tabela de Mendeleev, 
-"p" o período relacionado com esta camada c (p), tal como p = [ 1 2 3 4 5 6 7 … ],
-Int(v) a parte toda do valor numérico "v". exp: se v=2.35,então Int(2.35)=2.

ENTÃO: se obtém c(p), o número de elementos contidos na camada c(p) de ordem p, aplicando-se a fórmula:

    c(p) = 2 [ Int ( (p+2) / 2 ) ]*2

Exemplos :

Se p=1 então c(1)=2  
Se p=2 então c(2)=8    Se p=3  então c(3)=8
Se p=4 então c(4)=18   Se p=5  então c(5)=18
Se p=6 então c(6)=32   Se p=7  então c(7)=32
Se p=8 então c(8)=50   Se p=9  então c(9)=50
…/…                    Se p=16 então c(16)=162

Para concluir :

  1. A tabela periódica dos elementos é modelizável. Está estruturada por uma estrutura numérica de números inteiros.
  2. Esta estrutura é determinista e preditiva, então, para qualquer período p, pode ser calculado através da aplicação de "equação genérica de Mendeleev do Perez".
  3. A equação genérica é completamente controlada pelos quatro números quânticos.
  4. Esta equação genérica torna possível verificar a regularidade da tabela comum de Mendeleev, mas também pode "prever" e antecipar a existência de elementos hipotéticos agora desconhecidos, dos quais torna-se possível determinar as propriedades quânticas, em seguida, eletrônicas e propriedades químicas hipotéticas.[2]


Ligações externas