Teoria da informação

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.

A teoria da informação é uma disciplina de matemática aplicada que se preocupa com a quantidade de informação que se pode colocar em qualquer meio, usando qualquer conjunto específico de símbolos.

Um grande número de invenções fluíram da teoria da informação. Eles incluem novos tipos de mídia ótica, compressão de dados sem perdas (.zip, .gz, .tar) com perdas (.mp3, .jpeg), rádio celular (telefonia móvel), bem como a transmissão e recepção de serviços de rede em alta velocidade. A Wikipedia tem uma grande série de artigos interligados que descrevem a teoria da informação em detalhe.

Processo

O principal interesse da teoria da informação para ciência criacionista tem a ver com:

  1. Quanta informação pode residir em uma única molécula de ADN, e
  2. Se qualquer dessas informações poderiam ter-se reunido por acaso.

A teoria da informação certamente pode resolver a primeira pergunta. Mas pode analisar a segunda apenas indiretamente. A teoria da informação se preocupa principalmente com a eficiência de armazenamento de informação e não com a autoria da informação. Dito isto, a teoria da informação pode nos dizer que a quantidade de informações necessárias para a vida é vasta (e dar uma estimativa razoável do quão grande é). Do que se pode concluir que a probabilidade de reproduzir essa informação com precisão e manter a "entropia da informação" a um mínimo é extremamente baixa - e é aí que reside o problema para conceitos como a abiogênese. Francis H. Crick e Leslie E. Orgel inventaram sua teoria alternativa da origem da vida da panspermia dirigida em reconhecimento direto do enorme problema de como uma vasta quantidade de informação poderia se auto-montar.

Ligações externas