Thomas Barnes

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.

Dr. Thomas G. Barnes (Nascido::Agosto 14, 1911 - Morto::Outubro 23, 2001) foi um físico criacionista que fez uma contribuição significativa para a ciência criacionista por mais de 60 anos. Apesar de ter formação como um físico, seu trabalho científico cobriu várias áreas, que vão da medicina à geofísica. Sua pesquisa levou a patentes em aparelhos eletrônicos de som abrangentes, tais como o Dodar (o precursor do sonar), microfones direcionais, e sensoriamento magnético, extração eletroquímica e dispositivos de energia sísmica. Trabalhou também sobre o vetor cardiógrafo, que foi a primeira exibição computacional tridimensional para estudar o coração.

Dr. Barnes foi professor emérito de Física do Texas Western College da University of Texas em El Paso, onde ele era um membro do corpo docente por 43 anos. Ele também foi diretor do prestigioso Schellenger Research Laboratories desde a sua criação em 1953 até 1965.

Ele obteve seu A.B. grau em Hardin-Simmons University (Abilene, Texas) em 1933, e o seu mestrado na Brown University (Providence, Rhode Island) em 1936 enquanto estudava sob o famoso físico R. B. Lindsay. Em 1950, a Hardin-Simmons University concedeu-lhe o grau de D.Sc.

De 1942 até 1945, o Dr. Barnes fez pesquisa como um físico com a Universidade de Duke. Ele trabalhou como um consultor de física para o U.S. Army Research Office (Escritório de Pesquisa do Exército dos EUA) em 1963, e conduziu pesquisa original em fontes de energia sísmica para a Global Universal Sciences por muitos anos de 1965. Ele ajudou a desenvolver equipamentos para estudar pacientes médicos com anormalidades cardíacas, e desenvolveu instrumentos para a detecção de posições inimigas durante a Guerra do Vietnã.

Dr. Barnes escreveu vários artigos científicos e livros, e foi o presidente do comitê que desenvolveu o livro de biologia da Creation Research Society publicado pela Zondervan. Ele foi um diretor e ex-presidente da Creation Research Society (1973-1976), e foi o primeiro reitor da Escola de Pós-Graduação do Institute for Creation Research (ICR), servindo desde a sua fundação em 1981 até sua aposentadoria em 1984.

Ele alegou que o campo magnético da Terra estava se deteriorando a um ritmo exponencial, e que isso provava que a terra não poderia ter mais do que cerca de 10.000 anos de idade. Ele também afirmou que a meia-vida do campo magnético da Terra era de aproximadamente 1.400 anos. Sua monografia técnica para o ICR Origin and Destiny of the Earth’s Magnetic Field (Origem e Destino do Campo Magnético da Terra), em 1973, tornou-se um clássico criacionista.

Publicações

Ver também

Ligações externas