Procarionte

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.
Prokaryota
Prokaryotes.jpg
Classificação Científica
  • Império: Prokaryota
Domínio
As células procarióticas tem tipicamente de 1 a 10µm de tamanho.

Procariontes, procariotas ou procariotos são organismos que não possuem um núcleo. Os procariontes anteriormente pertenciam ao Reino Monera, e a maioria são bactérias. Os bacteriologistas recentemente dividiram os procariontes nos domínios bactérias e Archaea (originalmente eubacteria e arqueobactérias).

Os procariotas são organismos unicelulares que não se desenvolvem ou diferenciam-se em formas multicelulares. Algumas bactérias crescem em filamentos, ou massas de células, mas cada célula na colônia é idêntica e capaz de existência independente. As células podem ficar adjacentes uma à outra, porque eles não se separaram após a divisão celular, ou porque ficaram dentro de um invólucro comum ou muco secretado pelas células. Tipicamente, no entanto, não há nenhuma continuidade ou comunicação entre as células. Procariontes são capazes de habitar quase todos os lugares da terra, do mar profundo, às margens de nascentes de água quente, a praticamente toda a superfície de nossos corpos.

Os procariotas são distintos dos eucariotas com base na organização nuclear, especificamente, a sua falta de uma membrana nuclear. Os procariotas também carecem de qualquer uma das organelas intracelulares, e as estruturas que são características das células eucarióticas. A maioria das funções das organelas, tais como mitocôndrias, cloroplastos, e o aparelho de Golgi, são assumidas pela membrana plasmática procariótica. Células procariotas têm três regiões arquitetônicas: apêndices chamados flagelos e pili—proteínas associadas à superfície celular; um envelope celular composto por uma cápsula, a parede celular e a membrana plasmática; e a região citoplasmática, que contém o genoma da célula (ADN), ribossomas e vários tipos de inclusões.[1]

Anatomia

Na prática, existem outras diferenças basais entre procariotas e o outro tipo fundamental de seres vivos, os eucariontes, por exemplo,

  • Procariontes são organismos unicelulares; embora alguns possam viver em colônias, cada célula é autônoma. Embora existam eucariotas unicelulares (c.f., protistas), eles também podem ser organismos multicelulares.
  • Procariontes têm um único cromossomo circular que flutua livremente no citoplasma. Eles também podem ter elementos genéticos menores, como plasmídeos que acompanham o cromossomo principal, mas não há verdadeiros cromossomos lineares, nem existem verdadeiras proteínas de empacotamento cromossômico, como as histonas.
  • Apêndices de células procarióticas são completamente diferentes dos apêndices de células eucarióticas. Os flagelos procariotas, por exemplo, são caudas de proteínas ancoradas a um motor em rotação trancado na membrana plasmática. Flagelos eucarióticos são extensões da membrana com um esqueleto de microtúbulos modificados.

Note que estas são definições gerais com algumas exceções. Os glóbulos vermelhos em muitos animais, por exemplo, são não-nucleados, embora eles começem o seu ciclo de desenvolvimento, com um núcleo e cromossomas.

Reprodução

Ecologia

Micrografia eletrônica de Treponema pallidum - uma bactéria espiroqueta móvel, que geralmente é adquirida por contato sexual próximo.

Os procariontes unicelulares, com sua maquinaria genética mais simples e de maior diversidade genética, são consideradas pelos evolucionistas ser o primeiro grupo de seres vivos, e os precursores dos eucariontes.

Referências

  1. What is a Cell? by the National Center for Biotechnology Information.

Ver também