Dean Kenyon

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.

Dean H. Kenyon recebeu um Bacharelado em Ciências em Física da University of Chicago, e um Ph.D. em Biofísica da Stanford University, além de ser um Fellow de pós-doutorado da National Science Foundation em Biodinâmica Química da University of California em Berkeley, um pesquisador associado ao Ames Research Center da NASA, e professor visitante no Trinity College, Oxford University. Atualmente é Professor Emérito de Biologia na San Francisco State University. Ele também estava no Conselho Editorial da revista científica chamada Origins and Design.

Kenyon é considerado como sendo a primeira pessoa a escrever um grande livro sobre a origem da vida nos tempos modernos. (Nota do autor: Este livro foi escrito em 1969) Ele foi co-autor do livro Biochemical Predestination (Predestinação bioquímica) juntamente com Gary Steinman. No livro, eles comentaram sobre a disparidade entre as condições criadas em laboratórios e aquelas que provavelmente existiam na configuração geológica antiga. Kenyon era um evolucionista na época.

Kenyon veio a perceber que, se era necessário toda essa orientação para resultados tão pequenos alcançados no laboratório, então devia haver um projetista inteligente. Sua obra co-autoria Of Pandas and People foi concebida para servir como um suplemento criacionista aos textos de Biologia. Em outubro de 1992 Kenyon foi suspenso pela San Francisco State University por supostamente ensinar religião em seu curso introdutório de biologia. Kenyon foi mais tarde reintegrado.

Publicações

Ligações externas

Ver também