Árvore filogenética

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.
Árvore filogenética

Uma árvore filogenética é uma reconstrução hipotética de linhas de ascendência. Tanto biólogos criacionistas como evolucionistas usam árvores filogenéticas, porque ambos reconhecem pelo menos algum grau de mudança ao longo do tempo. No entanto, enquanto os evolucionistas acreditam que toda a vida se origina de um único ancestral comum, os criacionistas acreditam que a vida resulta de um certo número de ancestrais independentes, envolvendo árvores filogenéticas separadas - um modelo conhecido como baraminologia.

É difícil reconstruir árvores filogenéticas. Diferentes abordagens incluem:

  • Morfologia: Os cientistas muitas vezes concluem que certas espécies são aparentadas simplesmente porque elas compartilham características físicas. Assim, uma vez que eles observam que os chimpanzés são os mais semelhantes aos seres humanos fisicamente, eles concluem que as duas espécies são aparentadas mais estreitamente. No entanto, isso é uma falácia lógica. Semelhança morfológica não é nem uma condição necessária e nem uma condição suficiente para a origem comum;
  • Análise de similaridade genética: Assume-se que organismos com sequências similares de DNA são parentes próximos. No entanto, estudos mostraram que a evolução convergente pode resultar em conclusões completamente incorretas [1];
Pedigree do homem, uma litografia por Ernst Haeckel (1874)
Árvore filogenética
Bloco de notas de Charles Darwin mostrando um esboço de árvore filogenética. Observe as palavras eu acho (I think) no topo do bloco de notas.