Ad hominem

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.
Falacia logica.png

A falácia Ad Hominem (Latim: argumentum ad hominem, "Contra o Homem") é um argumento que ataca as pessoas que possuem uma opinião contrária, em vez de atacar a sua opinião. Constitui-se como falácia porque a verdade ou falsidade de uma posição ou afirmação independe do caráter ou situação circunstancial de um indivíduo.[1] É também conhecida como ataque pessoal, abuso pessoal, falácia abusiva e condenando a fonte entre outras.[2] Por exemplo

Tipos

  • Ad Hominem abusiva - Nesta falácia, a segunda pessoa responde ao argumento da primeira pessoa por agredindo verbalmente a primeira pessoa.[3]
  • Ad Hominem circunstancial - Nesta falácia, em vez de acumular abuso verbal sobre o seu adversário, o entrevistado tenta desacreditar o argumento do oponente, fazendo alusão a certas circunstâncias que afetam o adversário. Portanto, o entrevistado procura justificar que o adversário foi tendencioso a argumentar desta forma, portanto, seu argumento não deve ser levado a sério.[3]

Ver também

Falacia logica.png
Aviso:
Este argumento representa uma
Ad hominem.
Use a predefinição {{falácia|Ad hominem}} para inserir o aviso acima em uma página contendo um exemplo de falácia Ad hominem. A predefinição une o rótulo de advertência para esta página.

Referências

  1. Bastos, Cleverson L.;Keller, Vicente. Aprendendo Lógica. 5ª ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1991. p. 25. ISBN 85-326-0655-5
  2. Bennett, Bo. Logically...Fallacious: The Ultimate Collection of Over 300 Logical Fallacies. Sudbury, MA: eBookIt.com, 2012. p. 17-18. ISBN 978-1-4566-0752-4
  3. 3,0 3,1 Hurley, Patrick J. A Concise Introduction to Logic. 10ª ed. Belmont, CA: Thompson Wadsworth, 2008. p. 120. ISBN 978-0-495-50383-5