Falácia do espantalho

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.
Falacia logica.png

A falácia do espantalho também conhecida como a falácia do homem de palha é o lugar onde uma pessoa argumenta contra uma posição similar, mas mais fraca do que a posição real de seu oponente.

Padrão:

  • Uma pessoa mantém uma posição A mas o seu adversário argumenta contra a posição B, que é similar a posição A mas mais fraca, como se fosse a posição A.

Exemplos:

  • E. Os criacionistas afirmam que as espécies são fixas, mas não só existe uma grande variedade de espécies, mas as espécies têm sido observadas como provenientes de outras espécies.
  • C: Isso é uma falácia porque os criacionistas não afirmam que as espécies são fixas, mas que os tipos criados são fixos, com uma grande quantidade de variedade nos tipos criados.
  • E. Os cristãos afirmam que o seu Deus é onipotente. Se isso fosse verdade, Deus poderia impedir todo o mal com o estalar de seus dedos e poderia alimentar os famintos com o bastão de um cílio.
  • C: Os cristãos não afirmam que Deus é onipotente. Na verdade o próprio Deus diz que não pode mentir, quebrar sua própria palavra, recompensar o mal ou punir a bondade. Muitas coisas já restringem Deus. Por causa de sua santidade, Ele se vê impossibilitado de fazer o mal e também é compelido a julgá-lo.
Espantalho

Ver também

Falacia logica.png
Aviso:
Este argumento representa uma
Falácia do espantalho.
Use a predefinição {{falácia|Falácia do espantalho}} para inserir o aviso acima em uma página contendo um exemplo de falácia Falácia do espantalho. A predefinição une o rótulo de advertência para esta página.