Erro-Catástrofe

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.
(Redireccionado de Catástrofe de erros)

A teoria do erro-catástrofe, catástrofe de erros, catástrofe do erro, ou ainda teoria do acúmulo de danos é a extinção de um organismo (frequentemente no contexto de microrganismos, tais como vírus) como um resultado de mutações excessivas. A teoria foi proposta por Leslie Orgel em 1963. Leslie Orgel publicou seu primeiro artigo sobre a teoria em 1963[1] e a desenvolveu em 1970[2].

O termo “catástrofe de erros” foi originalmente introduzido na teoria da evolução molecular por Manfred Eigen[3]. Este termo foi cunhado visando descrever a suposta incapacidade de um elemento genético de ser mantido em uma população à medida em que a fidelidade de sua maquinaria de replicação diminui além de um certo valor limite[4]. A catástrofe de erro foi invocada como uma base teórica para o tratamento de infecções virais com drogas que empurraria a taxa de erro de cópia do genoma viral para além deste limiar[4][5].

Ver também

Referências

  1. Orgel, L. E.. (15 de fevereiro de 1963). "The maintenance of the accuracy of protein synthesis and its relevance to aging". Proceedings of the National Academy of Science USA 49 (4) pp. 517–521.
  2. Orgel, L. E.. (21 de setembro de 1970). "The maintenance of the accuracy of protein synthesis and its relevance to ageing: a correction". Proceedings of the National Academy of Science USA 67 (3) pp. 1476.
  3. Eigen, Manfred. (1971). "Selforganization of matter and evolution of biological macromolecules". Naturwissenschaften 58 (10) pp. 465.
  4. 4,0 4,1 Summers, Jesse; Litwin, Samuel. (2006). "Examining The Theory of Error Catastrophe". J Virol. 80 (1) pp. 20–26. DOI:10.1128/JVI.80.1.20-26.2006.
  5. Eigen, Manfred. (2002). "Error catastrophe and antiviral strategy". Proceedings of the National Academy of Science USA 99 pp. 13374-13376. ISSN 0028-1042.


Ligações externas