Olavo de Carvalho

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.
Retrato do filósofo brasileiro Olavo de Carvalho

Olavo Luiz Pimentel de Carvalho (Campinas, Nascido::29 Abril, 1947) é um filósofo[1][2], jornalista e ensaísta brasileiro, conservador que escreve sobre várias questões, como a história da filosofia e do misticismo, a história da mentalidade revolucionária e antropologia filosófica.

Olavo de Carvalho, embora não se denomine criacionista ou evolucionista, tem escrito artigos criticando a postura dos evolucionistas que se consideram a única posição científica possível.[3] Outro alvo de suas críticas é o biólogo Richard Dawkins.[4] Quanto ao Darwinismo Olavo de Carvalho afirma:

O darwinismo é uma idéia escorregadia e proteiforme, com a qual não se pode discutir seriamente: tão logo espremido contra a parede por uma nova objeção, ele não se defende – muda de identidade e sai cantando vitória.[5]

Biografia

Filho do Dr. Luiz Gonzaga de Carvalho e D. Nicéa Pimentel de Carvalho, casado com D. Roxane Andrade de Souza e pai de 8 filhos nasceu em Campinas por onde viveu por volta de 1 ano e meio [6].

Condecorações

Olavo de Carvalho é recipiente dos seguintes prêmios e medalhas honoríficas: Medalha do Pacificador (1999),[7] Medalha Tiradentes (2012),[8] Medalha do Mérito Santos-Dumont, distinção honorífica da Ordem Nacional do Mérito da Romênia, Primeiro Prêmio no concurso sobre José Ortega y Gasset (instituído pela embaixada do Reino da Espanha), Primeiro Prêmio no concurso de ensaios sobre história islâmica (instituído pela Embaixada do Reino da Arábia Saudita).[2]

Obras

  • A imagem do homem na astrologia. São Paulo: Jvpiter. 1980.
  • O crime da Madre Agnes ou A confusão entre espiritualidade e psiquismo. São Paulo: Speculum. 1983.
  • Questões de simbolismo astrológico. São Paulo: Speculum. 1983
  • Universalidade e abstração e outros estudos. São Paulo: Speculum. 1983.
  • Astros e símbolos. São Paulo: Nova Stella. 1985.
  • Astrologia e religião. São Paulo: Nova Stella. 1986.
  • Fronteiras da tradição. São Paulo: Nova Stella. 1986.
  • Símbolos e mitos no filme "O silêncio dos inocentes". Rio de Janeiro: Instituto de Artes Liberais. 1992.
  • Os gêneros literários: seus fundamentos metafísicos. 1993.
  • O caráter como forma pura da personalidade. 1993.
  • A nova era e a revolução cultural: Fritjof Capra & Antonio Gramsci. Rio de Janeiro: Rio de Janeiro : Instituto de Artes Liberais & Stella Caymmi. 1994[9]
  • Uma filosofia aristotélica da cultura. Rio de janeiro: Instituto de Artes Liberais. 1994.
  • O jardim das aflições: de Epicuro à ressurreição de César - Ensaio sobre o materialismo e a religião civil. Rio de Janeiro: Diadorim. 1995.
  • Aristóteles em nova perspectiva: Introdução à teoria dos quatro discursos. Rio de janeiro: Topbooks. 1996.
  • O imbecil coletivo: atualidades inculturais brasileiras. Rio de Janeiro: Faculdade da Cidade. 1996.
  • O futuro do pensamento brasileiro. Estudos sobre o nosso lugar no mundo. 1998.
  • O imbecil coletivo II: A longa marcha da vaca para o brejo e, logo atrás dela, os filhos da PUC, as quais obras juntas formam, para ensinança dos pequenos e escarmento dos grandes. Rio de Janeiro: Topbooks. 1998.
  • Coleção história essencial da filosofia. São Paulo: É Realizações. 2002-2006.
  • Carvalho, Olavo de. A Dialética Simbólica - Ensaios Reunidos. São Paulo: É Realizações, 2006. ISBN 978-85-88062-39-9.
  • Carvalho, Olavo de. Maquiavel ou A Confusão Demoníaca. São Paulo: Vide Editorial, 2011. ISBN 978-85-6291003-6.
  • Carvalho, Olavo de. A Filosofia e Seu Inverso & Outros Estudos. São Paulo: Vide Editorial, 2012. ISBN 978-85-6291006-7.
  • Carvalho, Olavo de. Os EUA e a nova ordem mundial. São Paulo: Vide Editorial, 2012..
  • Carvalho, Olavo de. O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota. São Paulo: Editora Record, 2013..
  • Carvalho, Olavo de. Apoteose da vigarice. São Paulo: Vide Editorial, 2013..

Ligações externas

Referências

  1. Wilson Espíndola (11 a 17 de novembro de 2012). O enigma Olavo de Carvalho (html). Jornal Opção. Página visitada em 25 de agosto de 2013.
  2. 2,0 2,1 Poder Legislativo; Dep. Flávio Bolsonaro (30/11/2011). Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro (DOERJ). Projeto de Resolução Nº 536/2011 pp. 3. JusBrasil. Página visitada em 25-08-2013. "Projeto de Resolução Nº 536/2011 concede a Medalha Tiradentes e o respectivo diploma ao filósofo, escritor, jornalista e conferencista Olavo Luiz Pimentel de Carvalho. (...) Foi homenageado com a Medalha do Pacificador, Medalha Mérito Santos Dumont, Comendador da Ordem Nacional do Mérito da Romênia, Primeiro Prêmio em concurso sobre José Ortega y Gasset instituído pela embaixada do Reino da Espanha e Primeiro Prêmio em concurso de ensaios sobre história islâmica instituído pela Embaixada do Reino da Arábia Saudita."
  3. Olavo de Carvalho (6 de maio de 2004). Evolução e mito. Jornal da Tarde. Página visitada em 2 de Agosto de 2012.
  4. Olavo de Carvalho (26 de junho de 2004). Impostura darwinista. O Globo. Página visitada em 2 de Agosto de 2012.
  5. Olavo de Carvalho (20 de fevereiro de 2009). Por que não sou um fã de Charles Darwin. Diário do Comércio. Página visitada em 2 de Agosto de 2012.
  6. True outspeak. True outspeak (31, março 2011). Página visitada em 2 de Agosto de 2012.
  7. Medalha do Pacificador (almanaque de consulta). Port nº 391-Cmt Ex, de 21 Jul 99; BE nº 32, de 06 Ago 99. Secretaria-Geral do Exército (1999). Página visitada em 18-06-2013.
  8. Dep. Marcus Vinícius (relator); Dep. Taquigrafia (responsável) (15 de dezembro 2011). Ordem do Dia. Projeto De Resolução 537/2011. Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. Página visitada em 18-06-2013.
  9. A Nova Era e a Revolução Cultural - Índice. Página visitada em 14 de Fevereiro de 2012.