Gás nobre

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.
Grupo 18
Período
1 2
He
2 10
Ne
3 18
Ar
4 36
Kr
5 54
Xe
6 86
Rn
7 118
Uuo

Os gases nobres ou gases raros são muito estáveis, quase elementos quimicamente inertes,[1] que estão no estado gasoso à temperatura ambiente. Um gás nobre é um gás cuja camada exterior está cheia. Todas as camadas exteriores de elétrons dos gases nobres são preenchidas com 8 elétrons exceto para o hélio, que tem apenas dois na primeira camada. Os gases nobres foram descobertos em 1886. [1] Originalmente, eles eram chamados de gases inertes, porque as pessoas pensavam que eles eram não reativos. Isso já foi provado ser errado. Em 1962 o químico britânico Neil Bartlett sintetizou o primeiro composto do grupo 0, hexafluoroplatinato de xenônio.[2], Desde então os químicos têm sido capazes de criar compostos com três dos Gases Nobres (xenônio, criptônio e radônio).[3] As configurações eletrônicas dos gases nobres são muito estáveis ​​e normalmente muito resistentes a qualquer mudança.

Os seis gases nobres

  1. Hélio tem um número atômico de 2, o símbolo atômico é He, e a massa atômica é de 4.002602g/mol. O nome hélio vem de Helios o que significa sol em grego. Ele foi descoberto por Sir William Ramsay em 1895.
  2. Neon tem um número atômico de 10, o símbolo atômico é Ne, e a massa atômica é de 20.180g/mol. Seu nome vem da palavra grega Neos que significa novo. Foi descoberto por Sir William Ramsay, em 1898
  3. Argônio tem um número atômico de 18, o símbolo atômico é Ar, e a massa atômica é de 39.948g/mol. Seu nome vem da palavra grega Argon que significa inativo. Foi descoberto por Sir William Ramsay, em 1894.
  4. Criptônio tem um número atômico de 36, o símbolo atômico é Kr, e a massa atômica é de 83.80g/mol. Seu nome vem da palavra grega kryptos que significa escondido. Foi descoberto em 1898 por Sir William Ramsay.
  5. Xenônio tem um número atômico de 54, o símbolo atômico é Xe, e a massa atômica é de 131.290g/mol. Seu nome vem da palavra grega xenon que significa estranho. Foi descoberto por Sir William Ramsay, em 1898.
  6. Radônio tem um número atômico de 86, o símbolo atômico é Rn, e a massa atômica é de 222.018g/mol. O nome vem da palavra radium e foi descoberto em 1898 por Fredrich Ernst Dorn.* [2]
Tabela periódica dos elementos com os gases nobres ilustrados com borda preta.

Usos de Gases Nobres

Apesar dos gases nobres geralmente não combinarem com outros elementos eles têm muitos usos diferentes. Você já viu os sinais com luzes de neon que piscam e dizem palavras neles? Esses sinais são feitos usando néon e argônio. O hélio é usado para balões, dirigíveis, e aeróstatos, porque é mais leve do que o ar de forma que eles vão flutuar, e é menos inflamável do que o hidrogênio. Criptônio é utilizada para iluminação, o Xenônio é utilizado em lâmpadas potentes e câmaras de bolha. Rádon é utilizado para o tratamento do cancro. [3]

As configurações eletrônicas

Tubos cheio de gás

Ligações externas


Referências

  1. Brown, Lawrence S.; Holme, Thomas A. Chemistry for Engineering Students. 2ª ed. Belmont, CA: Brooks/Cole, 2011. p. 45;190. ISBN 978-1-4390-4791-0
  2. Conoley, Chris; Hills, Phil. Chemistry. 3ª ed. London: Harper Collins Publishers, 2008. p. 70. ISBN 978-0-00-726748-4
  3. Silberberg, Martin S. Principles of General Chemistry. 2ª ed. Boston: McGraw-Hill, 2010. p. 459. ISBN 978–0–07–351108–5