Damadian teve negado um prêmio Nobel, porque ele era um criacionista (Talk.Origins)

De CriaçãoWiki, a enciclopédia da ciência da criação.
Talkorigins.jpg
Artigo Resposta
Este artigo (Damadian teve negado um prêmio Nobel, porque ele era um criacionista (Talk.Origins)) é uma resposta a uma réplica de uma reivindicação criacionista publicada pelo Talk.Origins Archive sob o título Index to Creationist Claims (Índice de Reivindicações Criacionistas).

Alegação CA320.2: O Prêmio Nobel de Medicina 2003 foi para Paul C. Lauterbur e Peter Mansfield pelo seu desenvolvimento de aplicações médicas para ressonância magnética. Dr. Raymond Damadian também desempenhou um papel fundamental na invenção; a ele foi negado um parte do prêmio porque ele é um criacionista.

Fonte: Wieland, Carl. 2004 The not-so-Nobel decision

Resposta da CreationWiki: (citações da Talk.Origins em azul)


Invenções complexas surgem como base no trabalho de muitas pessoas. Muitas vezes, é um julgamento subjetivo, se dizer quais foram os inventores mais importantes. Damadian descobriu que os tumores e tecidos normais têm diferentes tempos de relaxação de spin nuclear; que ele merece muito crédito pelo MRI está fora de questão, e ele tem recebido muito crédito. Que ele merece um prêmio Nobel é discutível.

Ele fez mais do que descobrir "que os tumores e tecidos normais têm diferentes tempos de relaxação de spin nuclear". A patente do aparelho de ressonância magnética é feita em SEU nome. Para citar a própria fonte da TalkOrigins para esta alegação, "Contra muita oposição, ele construiu o primeiro scanner de ressonância magnética funcional"

O prêmio foi concedido principalmente pelos aspectos de imagem da ressonância magnética (Assembleia Nobel, 2003), para a qual Lauterbur e Mansfield contribuíram com mais do que Damadian. Lauterbur introduziu um método para a utilização de RMN para a geração de imagens e Mansfield aprimorou a técnica para torná-la mais rápida e mais útil.

TalkOrigins pode ter um ponto aqui, mas pode haver até três vencedores em uma categoria. Eles poderiam pelo menos dar um para a pessoa que realmente criou o processo.

Além disso, Lauterbur, de acordo com a própria fonte da TalkOrigins para essa alegação, foi inspirado por Mr. Damadian.

2: Não há indicação de que o criacionismo de Damadian foi um fator em seu não recebimento do prêmio Nobel.

Não é verdade. Mesmo o professor agnóstico Michael Ruse, conhecido por seu ódio aberto do criacionismo bíblico, estava curioso e até mesmo observou que a causa provável de Damadian ser rejeitado ao Prêmio Nobel foi a sua crença no criacionismo. (Ruse, M. The Nobel Prize in Medicine—Was there a religious factor in this year’s (non) selection? Metanexus Online Journal, 16 de março de 2004)

As personalidades desempenham um papel muito maior do que as ideologias em afetar se alguém ganha um prêmio. A personalidade abrasiva de Damadian pode muito bem ter sido o suficiente para torná-lo impopular. Ou outros fatores podem estar envolvidos. O comitê do Nobel poderia ter sentido a pressão para não dividir tanto os prêmios. Ou eles podem simplesmente ter feito besteira. Culpar a sua exclusão por causa do criacionismo é pura especulação.

A TalkOrigins age como se eles conhecem o Sr. Damadian pessoalmente e a TalkOrigins está fazendo o que ela mesma está acusando os criacionistas de fazer. Eles também estão apenas especulando sobre uma suposta "personalidade abrasiva" do Sr. Damadian.

Há muitas evidências de que os darwinistas perseguem os criacionistas e até mesmo aqueles que aprovam a abordagem de dois modelos. O sr. Jerry Bergman documentou, não dezenas ou mesmo centenas, mas milhares de casos onde os criacionistas foram abusados ​​por causa de suas crenças. 12 por cento dos entrevistados tinham recebido ameaças de morte.

A história do Prêmio Nobel é cheia de controvérsia que não tem nada a ver com o criacionismo. Outras pessoas merecedoras e preteridas para os prêmios Nobel incluem Dmitri Mendeleev (tabela periódica dos elementos), Edwin Hubble (expansão do universo), Samuel Goudsmit e George Uhlenbeck (spin do elétron), Mohandas K. Gandhi (protesto não-violento), Leo Tolstoy, Henrik Ibsen, e James Joyce (literatura). Selman Waksman foi o único vencedor do Prêmio Nobel de Medicina de 1952 pela descoberta de estreptomicina, embora Albert Schatz tenha feito a maior parte do trabalho. Penzias e Wilson dividiram o prêmio de física de 1978, por verificar a previsão da teoria do big bang, mas Ralph Alpher, que foi o grande responsável pela teoria, não foi incluído. Muitas pessoas acreditam que Freeman Dyson deveria ter sido incluído no prêmio Nobel de física de 1965 pela eletrodinâmica quântica, e que os colegas de Otto Hahn Lise Meitner e Fritz Strassmann mereciam uma parte do prêmio de química 1944 para a fissão. Muitos outros exemplos poderiam ser citados (Feldman, 2000).

TalkOrigins não está pegando o ponto. Há boas razões para pensar que o Sr. Damadian foi rejeitado por causa de seus pontos de vista sobre a criação. Neste caso EM PARTICULAR, os darwinistas arrancaram o Prêmio Nobel para fora de um autêntico cientista.

Há também boas razões para pensar que alguns dos exemplos dados pela TalkOrigins também pode ter sido devido ao viés extremo. Por exemplo, Edwin Hubble descobriu que o universo está se expandindo, o que implica, portanto, que o universo teve um começo. Isto não teria resolvido bem com a cosmologia do dia.

Muitas pessoas fizeram contribuições substanciais para a ressonância magnética, mas não ganharam o Prêmio Nobel. HY Carr, que foi pioneiro da técnica de gradiente que Lauterbur usou, tem, pelo menos, um caso tão bom de ter sido preterido injustamente como fizeram com Damadian.

A) Temos boas razões para supor que Damadian não foi apenas preterido, mas rejeitado por causa de seus pontos de vista.

B) Dr. Damadian inventou o modelo original para a máquina de ressonância magnética. A patente está até mesmo em seu nome.

Para ler mais, veja Dr Damadian’s vital contribution to MRI: Nobel prize controversy returns por Jonathan Sarfati, 21–22 outubro de 2006